Está cansado de gastos excessivos com energia elétrica? Pois é, somente no primeiro trimestre deste ano ela subiu cerca de 36,34%, segundo cálculos do IBGE. Com a atual situação econômica do país, as expectativas para os meses que ainda restam não são as melhores. Dessa maneira, uma alternativa para evitar gastos extras e manter o seu orçamento sob controle, está na educação financeira. Planejar e controlar gastos é um dos primeiros passos. Uma das opções para iniciar essa redução nos gastos está na substituição das tradicionais lâmpadas pelas lâmpadas em LED.

Conheça alguns dos benefícios das lâmpadas de LED e avalie:

1- Economia: Com essa mudança você poderá economizar até 85% na sua conta, de acordo com dados da Associação Brasileira de Indústria de Iluminação (Abilux). Além disso a conversão de energia em luz nas lâmpadas de LED é de 60%, enquanto nas incandescentes fica entre 5 a 10% essa conversão, o restante é desperdiçado em forma de calor, por esse motivo elas aquecem tanto, situação que não ocorre com as de LED. Isso acontece porque as lâmpadas de LED utilizam componentes eletrônicos semicondutores que convertem a energia em luz. Sua eficiência chega a 100 Im/W com uma vida média de 25 mil horas, 70 vezes maior do que as lâmpadas incandescentes.

2- Durabilidade: Mas, você consumidor, deve estar se perguntando se realmente é mais viável adquirir lâmpadas em LED uma vez que elas são mais caras do que as incandescentes e as fluorescentes compactas, modelos mais utilizados. A resposta está além da durabilidade, na eficiência. As lâmpadas de LED são oito vezes mais eficientes do que as incandescentes, que são as mais baratas no mercado atual. No mês de março de 2015 o INMETRO publicou a portaria 144 que certifica as lâmpadas de LED.

3- Tecnologia: O LED (Light Emitter Dioder / diodo emissor de luz) é composto por um diodo emissor de luz, a mesma tecnologia que é utilizada em chips de computadores. Essa tecnologia é diferente das encontradas nas lâmpadas convencionais que são constituídas por filamentos metálicos, radiação ultravioleta e descarga de gases. Os inventores do LED receberam em 2014 o Prêmio Nobel de Física, reafirmando sua tecnologia altamente inovadora.

4- Impacto ambiental: Outro ponto totalmente a favor das lâmpadas de LED está no fato de não danificarem o meio-ambiente. O LED tem 90% a menos de emissões de CO2 em comparação as demais lâmpadas, não contém mercúrio e materiais pesados, possuem baixo consumo de recursos e menor desperdício. Além de não emitir raios Ultra Violeta (UV) ou Infra Vermelho (IV), sendo ideais para iluminação de objetos sensíveis ao calor.